Tremor de terra é sentido em diversos bairros na capital de Alagoas

"..., e terremotos, em vários lugares." Mateus 24:7

05 de fevereiro de 2018.

Ainda não está claro o que causou o tremor sentido na tarde de sábado em diversas localidades próximas a Maceió. A região fica próxima à falhas geológicas importantes, mas a chuva forte pode ter sido a principal responsável.
 

O tremor ocorreu às 17h30 UTC (14h30 pelo horário de Brasília) e de acordo com registros sismográficos coletados pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo, ocorreu sob as coordenadas 9.55S e 35.79W, a menos de mil metros da superfície. A intensidade do evento foi calculada em 2.5 magnitudes.

Embora a magnitude seja bastante baixa, a propagação das ondas provocou rachaduras em diversas casas e algumas delas precisaram ser interditadas pela Defesa Civil.

Chuva e Falha Geológica
Não se sabe ao certo o que causou o tremor. A região próxima ao norte de Maceió é cortada por uma falha geológica bastante extensa, a falha BR01, que vai desde a divisa com Sergipe (PE) até a região de Feira de Santana (BA), cruzando o estado de Sergipe, além de pequenas falhas secundárias.

Uma possível explicação é a acomodação do terreno nas imediações dessas falhas. Isso pode ter acontecido naturalmente devido à própria dinâmica da Terra, que movimenta essas fissuras e faz porções de solo desmoronarem algumas centenas de metros abaixo ou então terem sido movimentadas pela infiltração subterrânea de água, uma vez que choveu muito na região.

É importante notar que um tremor de 2.5 magnitudes é um evento de baixíssima amplitude e que normalmente não produz danos significativos. Cerca de 1200 sismos dessa magnitude são registrados diariamente no planeta. No entanto, quando ocorrem em áreas populosas são facilmente perceptíveis.

Efeitos Percebidos
Uma modelagem do evento revelou que o tremor pode ser sentido até 20 km do evento. Nessa distância os efeitos somente foram observados por pessoas situadas em locais mais elevados. A 12 km do epicentro os efeitos foram mais perceptíveis, com portas vibrando ou abrindo. Até 6 km de distância da ruptura os efeitos foram bem mais intensos, com abertura de fendas nas paredes.

Fonte: Apolo 11

voltar para Terremotos

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||