Número de mortos em terremoto no Equador ultrapassa 650

"..., e terremotos, em vários lugares." Mateus 24:7

24 de abril de 2016.

 

O número de mortos no terremoto de magnitude 7,8 graus que no sábado passado (16/04) castigou parte do norte do litoral do Equador chegou a 654 e o de feridos atendidos a 16.601, informou a Secretaria Nacional de Gestão de Risco em seu portal na internet.

De acordo com a Secretaria, ainda estão desaparecidas 58 pessoas e 25.640 estão desabrigadas.

Um total de 113 pessoas foram resgatadas com vida dentre os escombros de dezenas de edificações, após um dos piores terremotos da história do país andino e do qual até a tarde deste sábado (23/04) tinham sido registradas 788 réplicas.

A Secretaria informou que há 6.998 imóveis destruídos e 2.740 afetados, e detalha que 281 escolas também foram atingidas.

O presidente do Equador, Rafael Correa, agradeceu a sociedade pela solidariedade demonstrada assim que o terremoto aconteceu, as instituições estatais e o apoio internacional.

Correa decretou oito dias de luto nacional em memória das pessoas que morreram. O decreto afirma que "valiosas vidas" foram perdidas e muitos moradores das áreas afetadas ficaram feridos.

"O luto foi decretado, entre outros aspectos, considerando que devemos compreender a magnitude das sequelas de dor provocadas pelo desastre e compartilhar solidariamente este momento triste, com a certeza de que com força, trabalho, solidariedade e esperança, superaremos, com o esforço de todos, esta desgraça", diz o decreto.

Mais de 20 países de todo o mundo enviaram ajuda humanitária para o Equador, que incluiu mais de mil especialistas em trabalhos de resgate de vítimas e atendimento aos afetados.

Fonte: Opera Mundi.

voltar para Terremotos

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||