Nova onda de tremores derruba casa e faz vítima no Ceará

"..., e terremotos, em vários lugares." Mateus 24:7

11 de março de de 2017.

 

Os abalos estão sendo registrados no município de Santana do Acaraú, que desde 2011 já enfrentou nada menos que 3 mil sismos. Na quinta-feira, um novo abalo derrubou uma casa e feriu um casal de idosos que dormia.

Tremores em Santana do Acarau

De acordo com a Defesa Civil local, este foi o terceiro registro de tremores na cidade desde domingo (05/03/2017) e segundo o órgão, diversas casas apresentaram rachaduras.

O caso mais grave aconteceu no Bairro Veneza, onde uma casa desabou. No local estava um casal de idosos que dormia no momento do tremor. Segundo a filha do casal, Ana Nádia, seus pais ouviram um barulho que parecia vir do telhado, ao mesmo tempo em que o chão parecia tremer.

Residencia que desabou em Santana do Acarau, CE

De acordo com Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Labsis, o tremor de domingo atingiu 2.7 de magnitude, o maior do Ceará neste ano.

Nova Falha Geológica
A região ao redor de Santana do Acaraú, município situado a 30 km do nordeste da cidade Sobral, é rica em produzir abalos de pequena magnitude. Desde 2011 já foram registrados mais de 3 mil tremores só naquela localidade, o que levanta a possibilidade de existir uma fenda geológica abaixo da superfície.

Segundo um levantamento feito pelo LabSis, a atividade sísmica na Zona Norte do Ceará, onde se localiza Santana do Acaraú, é muito antiga e de longe a que mais produz abalos em todo o Nordeste Brasileiro. De acordo com os pesquisadores, a maior parte dos eventos está concentrada na borda da Bacia Potiguar, que cobre o estado do Rio Grande do Norte e parte do leste cearense.

Em 1988 a Zona Norte do Ceará registrou o primeiro grande terremoto na região, que atingiu 4.0 magnitudes. Em 1991, um evento de 4.9 magnitudes sacudiu a cidade de Irauçuba, a 50 km do sudeste de Santana do Acaraú.

Desde janeiro de 2008, os abalos naquela região têm ocorrido ao redor da Serra da Meruoca, entre as cidades de Alcântaras, Meruoca e Sobral.

Antes de 2009 quase não havia registros sísmicos observados em Santana do Acaraú, o que aumenta a hipótese da formação de uma nova fenda geológica entre o norte de Sobral, Miraíma, Mundaú e Santana do Acaraú.

Fonte: Apolo 11.

voltar para Terremotos

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||