Moradores relatam tremor de terra em cidades do Centro-Oeste Paulista

"..., e terremotos, em vários lugares." Mateus 24:7

27 de julho de 2018.

 

Moradores de Tupã (SP) se assustaram durante a madrugada desta quinta-feira (26) após sentirem um tremor de terra. Segundo o Corpo de Bombeiros, foram recebidas mais de 100 ligações de todos os bairros relatando os tremores.

As ligações começaram por volta de 1h10 e, segundo os bombeiros, o tremor também foi sentido no distrito de Juliânia e na cidade de Herculândia.

O tremor também foi sentido no quartel dos bombeiros. Nas ligações, moradores afirmaram achar que seriam explosões de caixas eletrônicos ou acidentes em lojas de fogos de artifício.

O Centro de Operações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros em Bauru também confirmaram o recebimento de inúmeras ligações de moradores relatando o tremor em Tupã. Alguns também usaram as redes sociais para tentar descobrir o que estava acontecendo.

"Nós sentimos aqui no quartel também e muitos acharam que poderia ser uma explosão de caixa eletrônico ou em lojas de fogos artificiais, porque temos duas grandes aqui, mas nada disso ocorreu", conta o sargento Eder Pereira.

Apesar da preocupação dos moradores, não houve registro de feridos.

Tremor leve

O professor do Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB) confirmou o registro de um tremor de magnitude 2.8 na região de Tupã. Segundo George Sand França, o tremor não causa danos materiais, mas pode ser sentido pelos moradores.

“É um tremor de magnitude pequena que não causa transtornos maiores à população, mas ela sente e acaba sendo um susto. Eles são causados principalmente devido a uma acomodação das falhas geológicas, rachaduras existentes há milhões de anos, que produzem um pequeno movimento que causam vibrações sísmicas que a população sente. Esse movimento por si só não causa danos materiais a imóveis, como rachaduras, a não ser que o imóvel já apresente um problema de estrutura”, explicou em entrevista ao G1.

Ainda de acordo com professor, a região já tinha registrado um tremor da mesma magnitude em maio desse ano. Em 2016, a cidade de Herculândia sentiu um tremor semelhante, mas de intensidade 3.1 que foi registrado pelo Centro de Sismologia da USP.

Essa não é a primeira vez que moradores de cidades da região sente tremores de terra. Em abril desse ano o prédio da prefeitura de Marília, que fica a 73 km de Tupã, foi esvaziado após os funcionários sentirem os reflexos de um terremoto de magnitude 6,8 na Bolívia.

Em fevereiro de 2017, o prédio também foi evacuado após tremores sentidos na cidade também causados por um abalo na Bolívia.

Fonte: G1

voltar para Terremotos

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||