Califórnia pode ter mais terremotos; moradores limpam destroços

"..., e terremotos, em vários lugares." Mateus 24:7

05 de julho de 2019.

 

Moradores avaliavam danos e limpavam os destroços, nesta sexta-feira, do maior terremoto a atingir o sul do Estado norte-americano da Califórnia em 25 anos, após tremores que foram sentidos por mais de 20 milhões de pessoas entre Los Angeles e Las Vegas.

E provavelmente não terminou. Mais sismos, e grandes, podem ocorrer nos próximos dias, disseram sismólogos.

Na pequena cidade desértica de Ridgecrest, próxima do epicentro do terremoto de magnitude 6,4, prateleiras de mercados estavam repletas de garrafas, latas e embalagens rompidas.

"Limpei mais de 75 litros de vinho que derramou, além de cerveja, refrigerante e o bebedouro que virou. Temos danos de vários milhares de dólares", disse o proprietário James Wilhorn.

Só alguns ferimentos foram relatados, mas duas casas pegaram fogo devido ao rompimento das tubulações de gás, disseram autoridades. A água de canos quebrados brotou de rachaduras no pavimento. Fissuras profundas se espalharam pelo Deserto do Mojave, e transeuntes paravam para tirar selfies.

Lucy Jones, sismóloga da Agência Geológica dos Estados Unidos (USGS), disse que mais de 80 tremores secundários atingiram a área nas horas seguintes ao terremoto inicial.

"Devemos esperar muitos tremores secundários, e alguns deles serão maiores do que os três que tivemos até agora", disse ela em uma coletiva de imprensa. "Acho que a chance de termos um de magnitude 5... é provavelmente maior do que 50%".

O sismo atingiu o extremo do Parque Nacional do Vale da Morte, cerca de 180 quilômetros ao nordeste de Los Angeles, perto das 10h30 de quinta-feira. Ele ocorreu a 10,7 quilômetros de profundidade, o que é considerado muito raso, e amplificou seu efeito, sendo sentido em uma área habitada por 20 milhões de pessoas, disse o Centro Sismológico Europeu (EMSC).

O Hospital Regional de Ridgecrest, de onde 15 pacientes foram retirados mais cedo, parecia intacto, a não ser por algumas rachaduras novas nas paredes.

O governador da Califórnia, Gavin Newsom, aprovou um decreto de emergência, e a prefeita de Ridgecrest, Peggy Breeden, disse ter declarado um estado de emergência, medida que permite à cidade receber ajuda de agências de fora.

Peggy disse que pediu aos moradores para verificarem seus vizinhos.

"Somos uma comunidade muito unida, e todos estão trabalhando para cuidar uns dos outros", disse ela à Reuters por telefone.

Fonte: Reuters

voltar para Terremotos

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||