Surto de meningite já matou mais de 800 nigerianos desde o início do ano

“...e pestes...” Mateus 24:7

08 de maio de 2017.

 

A Nigéria está a braços com o mais grave surto de meningite desde 2009, quando morreram mais de 2.000 pessoas. Desde o início do ano, morreram já mais de 800 nigerianos vítimas daquela doença contagiosa, sobretudo no norte do país, noticia a Reuters.

A meningite é uma inflamação dos tecidos que envolvem o cérebro e da espinal medula, e que tem origem viral ou bacteriana. Pode transmitir-se pelo beijo, espirros, tosse e pela partilha de espaços de reduzida dimensão. Potencialmente fatal, causa dor intensa e pode gerar lesões cerebrais permanentes.

Com o auxílio de agências de assistência humanitária, a Nigéria lança agora um programa de vacinação de emergência nas zonas afectadas, acompanhado de uma campanha de sensibilização das populações.

Os esforços estão a ser dificultados pela resposta “inapropriada” das autoridades locais, afirma Bature Mannir, secretário da Associação Médica da Nigéria. No mês passado, o governador do estado de Zamfara, Abdulaziz Yari, afirmou que o surto era um castigo de Deus pelos pecados dos nigerianos. A região é predominantemente muçulmana e profundamente conservadora.

A repetição do surto de meningite de 2009 demonstra as fragilidades da maior economia africana, que enfrenta agora a primeira recessão em 25 anos devido à queda dos preços do petróleo, para além da crise humanitária gerada pelas actividades do grupo terrorista Boko Haram.

Fonte: Público

voltar para Pestes

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||