OMS diagnostica 20.000 casos suspeitos de cólera no Iêmen em três dias

“...e pestes...” Mateus 24:7

18 de julho de 2017.

 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diagnosticou 20.000 casos suspeitos e 100 mortes por cólera nos últimos três dias no Iêmen, onde já foram contabilizados 356.591 infectados e 1.802 mortos pela doença, que tem se expandido praticamente por todo o país.

Desde o dia 27 de abril, quando começou a segunda onda de contágios de cólera no Iêmen, a epidemia se propagou a 91,3% do país, em 21 das 23 províncias e a 293 dos 333 distritos, afirmou nesta terça (18/07) a OMS, em um comunicado.

No último final de semana, as equipes no país comprovaram que os casos se multiplicavam especialmente nas províncias ocidentais de Amran, Al Dhale'e e Al Mahwit.

As informações de que a epidemia não dá sinais de trégua chegam poucos dias depois de o governo do Iêmen cancelar a campanha de vacinação contra o cólera, por entender que teria pouca utilidade devido à expansão da doença.

A OMS indicou que apoiava a medida, uma vez que a experiência demonstrou que vacinar quando a epidemia de cólera já está estabelecida em uma comunidade tem pouco ou nenhum impacto para evitar mais contágio ou para modificar o surto por si mesmo.

A ONU e as organizações com as quais colabora no Iêmen seguem dando apoio aos médicos e trabalhadores humanitários distribuídos nos 834 pontos de reidratação, que atendem aos doentes em condição moderada, e nos centros de tratamento, reservados aos casos mais graves.

No total, a OMS forneceu 3.000 camas com lençóis limpos. Por outro lado, os esforços de descontaminação da água têm dado resultado e seis milhões de pessoas agora têm acesso à água potável.

Fonte: EFE

voltar para Pestes

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||