Casos de ebola no Congo representam alto risco nacional, mas baixo risco global, diz OMS

“...e pestes...” Mateus 24:7

18 de maio de 2017.

 

O surto de ebola na República Democrática do Congo que atingiu até 20 pessoas ocorre em uma área extremamente remota e representa um alto risco em nível nacional, afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quinta-feira (18).

Em uma atualização sobre o surto, confirmado na semana passada, a agência da ONU para a saúde afirmou que há dois casos confirmados e 18 casos suspeitos de infecção por ebola. Três pessoas morreram entre casos suspeitos e confirmados.

Peter Salama, diretor-executivo da OMS para emergências em saúde, disse que a avaliação de risco sobre o surto é de que o risco é alto em nível nacional, médio em nível regional e baixo em nível global.

O difícil acesso ao nordeste do país, região afetada pelo vírus, é um grande desafio logístico no envio da ajuda médica, mas representa também uma barreira natural que limita o avanço da doença, altamente contagiosa.

A República Democrática do Congo é um dos países menos desenvolvidos do mundo e com uma enorme falta de infraestrutura.

Fonte: G1

voltar para Pestes

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||