Vida cristã em meio a comunidades indígenas

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

17 de dezembro de 2018.

Mulheres cristãs na Colômbia enfrentam perigo quando sua fé as obriga a não ceder a grupos criminosos e armados que operam no país. A afirmação foi feita em um relatório que analisa as vulnerabilidades que as mulheres cristãs enfrentam ao serem colocadas sob pressão por causa de sua fé.

O relatório publicado recentemente, em outubro de 2018, também afirma que pode ser particularmente arriscado para mulheres de comunidades indígenas decidirem se converter ao cristianismo. “Vir à fé cristã pode ser visto como repúdio às crenças e forma de vida indígena, levando a comunidade a agir contra mulheres e garotas que se convertem”, diz o relatório.

Ainda de acordo com outro relatório, cristãos colombianos enfrentam perseguição pelas mãos de grupos criminosos, como carteis de drogas e movimentos de guerrilha dissidentes. Além disso, eles também são perseguidos por pessoas de suas próprias comunidades. “Líderes indígenas perseguem cristãos com a suspeita de que eles vão tentar impor sua visão de mundo visando vantagem territorial. A divulgação de uma ideologia secular no país tem levado ao aumento da pressão para eliminar o envolvimento de cristãos em discursos políticos e sociais”, conclui o relatório.

Pedidos de oração

  • Ore pelas mulheres e garotas cristãs colombianas, principalmente as que moram em comunidades indígenas.
  • Peça ao Senhor que fortaleça sua fé e que estejam firmadas em Cristo, apesar das perseguições.
  • Interceda quanto à atuação de grupos criminosos no país, que perseguem os cristãos.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||