Uzbequistão: Prisioneiro cristão é libertado inesperadamente

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

01 de dezembro de 2016.

 

Tohar foi condenado a 10 anos de prisão. Depois de quase 7 anos vivendo em campo de trabalho forçado, o juiz permitiu sua liberdade condicional

Tohar Haydarov é um cristão uzbeque de 33 anos, que permaneceu preso durante 6 anos e 10 meses. Sua sentença era de 10 anos no total, mas ele foi libertado inesperadamente. Como a decisão foi repentina, ninguém foi avisado sobre sua liberdade e não havia ninguém para ir buscá-lo na saída da prisão.

Quando ele chegou em sua casa e reencontrou a família, todos diziam: “Deus ouviu as nossas orações”. Durante o tempo em que esteve preso, irmãos de várias localidades participaram de uma campanha de cartas, enviando palavras de consolo e encorajamento a ele. 

Entenda o caso

Tudo começou em janeiro de 2010, quando policiais do Uzbequistão o levaram a uma delegacia para interrogatório. Eles o pressionaram a negar sua fé. Como ele se recusou, “plantaram” drogas em seu bolso. Ele foi agredido e forçado a assinar alguns documentos. Em março, o pai de Tohar foi encontrado morto em sua própria casa. De acordo com relatos, a causa da morte foi por um choque elétrico acidental. 

No mesmo mês, o tribunal o condenou o cristão a 10 anos de prisão sob acusações de posse de drogas e tráfico. Tohar era líder de uma igreja e todos os fiéis afirmam que ele foi punido por promover atividades religiosas. Depois da prisão, ele foi transferido para um campo de trabalho perto de Qarshi. Os advogados lutaram pela sua liberdade, mas em maio de 2016 seu pedido de anistia foi negado. Em novembro, porém, um juiz permitiu oficialmente a liberdade condicional para Tohar.

Motivos de oração

  • Agradeça a Deus por atender ao pedido de todos os irmãos que perseveraram em oração pela liberdade de Tohar.
  • Louve ao Senhor por esse tempo de alegria e refrigério; que Tohar possa se recuperar totalmente, tanto em saúde física quanto emocional.
  • Ore pelo juiz que permitiu a liberdade condicional, pelos advogados envolvidos nesse caso e para que essa decisão não seja revogada. Ore pela igreja e pelos cristãos perseguidos no Uzbequistão.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||