Turquia: Decisões governamentais podem afetar cristãos

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

27 de abril de 2016.

 

O AKP é um partido islâmico que tem o forte objetivo de mudar a Turquia da secularização para a islamização

De acordo com Hurriyet Daily News, a principal oposição do governo turco, o Partido Republicano do Povo (CHP) deixou de fazer parte do painel interpartidário parlamentar, depois de apenas três sessões realizadas. O painel é encarregado de redigir uma nova constituição para a Turquia. "Os deputados do CHP disseram que se recusam a fazer concessões sobre os princípios fundadores da Constituição e do sistema parlamentar. Eles queriam manter apenas os quatro primeiros artigos da Constituição atual e descartaram a possibilidade de uma mudança no sistema presidencial, que é fortemente favorecido pelo presidente Erdogan e o AKP – Partido da Justiça e Desenvolvimento da Turquia", comentou um dos analistas de perseguição.

O analista acredita que a Turquia se encontra em um ponto crucial de sua história. "O resultado dessas discussões tem dois caminhos: o país pode continuar com uma república parlamentar, onde as decisões políticas são tomadas pela maioria de votos, ou então terá uma república presidencial, onde o presidente será a principal autoridade na hora de tomar decisões. Temos que ter em mente, no entanto, que o AKP é um partido islâmico que tem o forte objetivo de mudar a Turquia da secularização para a islamização. A segunda opção pode afetar gravemente as minorias religiosas, em especial os cristãos", explica.

Ocupando o 45º lugar na atual Classificação da Perseguição Religiosa, a Turquia tem visto cada vez mais a presença de fundamentalistas islâmicos no país e as mudanças políticas ameaçam comprometer seriamente a questão da liberdade religiosa dos turcos. Mas ainda não há nada decidido. A forma como o governo se posiciona atualmente já não é fácil e o nacionalismo extremista não respeita os direitos dos cidadãos. A violência é constante nas ruas, em especial contra aqueles que não seguem o islã. Os líderes cristãos são constantemente ameaçados, até mesmo via redes sociais, e-mails, sites e até por celulares. Mas a igreja não se prostra às ameaças e não desiste de adorar a Cristo, mesmo em meio à perseguição. Lembre-se dos cristãos turcos em suas orações.

Motivos de oração

  • Ore para que Deus ajude os líderes turcos na decisão sobre o sistema de governo e que haja no meio deles um homem que encontre estratégias para que faça prevalecer uma forma de governo mais justa e que favoreça também os cristãos.
  • Ore pela igreja turca, para que se mantenha firme durante esse momento histórico e ainda indefinido.
  • Interceda pelos cristãos turcos perseguidos, para que tenham ousadia e muita coragem para seguirem em frente com sua fé em Cristo.

Fonte: Portas Abertas.

 

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||