Três líderes de abrigo indígena para cristãos são presos

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

14 de setembro de 2017.

 

No último fim de semana, nas montanhas do norte da Colômbia, os líderes de um abrigo para cristãos indígenas foram presos. O irmão Julian Malo (24), sua esposa, Patrícia Coronado (28), e o tradutor da Bíblia indígena, Martin Montero, (19), da comunidade Wiwaa, foram presos pelas autoridades locais do seu próprio povo.

Nos últimos meses, as comunidades de povos indígenas têm endurecido ainda mais as políticas de perseguição a comunidades cristãs. Na revista de agosto, abordamos como comunidades indígenas são perseguidas no México e Colômbia. Apesar das notícias de que o cerco tem se fechado para esses irmãos, eles continuam firmes na fé e evangelizando seu povo.

Neste lar para as crianças liderado pelos irmãos presos, os pequenos crescem no conhecimento da palavra e dentro de uma cultura de paz. Em agosto, fizemos uma campanha de cartas para encorajar as crianças de um desses abrigos no norte da Colômbia. Nosso apoio a nossos irmãos indígenas perseguidos é muito importante. Ajude-nos em oração para que a fé deles seja forte o suficiente e para que a integridade física e moral seja mantida.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||