Tempos difíceis para os cristãos afegãos

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

28 de janeiro de 2017.

 

Nossos irmãos têm enfrentado violência e hostilidade, e os novos convertidos precisam viver no anonimato para não chamar a atenção sobre a nova fé

Esse ano, o Afeganistão subiu uma posição na Lista Mundial da Perseguição. Em 2016, ocupava o 4º lugar e esse ano ocupa o 3º, permanecendo entre os países que mais perseguem os cristãos no mundo. Infelizmente, o governo ainda não conseguiu enfraquecer os grupos extremistas islâmicos. O risco de violência e a insegurança continuam a fazer parte da história da igreja no país.

O cristianismo não é bem-vindo para essa nação. Nossos irmãos têm enfrentado tempos difíceis e os novos convertidos precisam viver no anonimato para não chamar a atenção sobre a nova fé. No geral, a situação já não é boa nas mais diversas áreas da vida dos afegãos, mas para os cristãos é ainda pior.

O acordo de paz entre a liderança da nação e o Taliban ainda é um desejo que arde nos corações de todos os cidadãos do Afeganistão, e ainda mais nos corações daqueles que seguem a Cristo e que vivem sob um clima tenso e hostil. Sabe-se ainda que é objetivo do atual presidente implantar a lei islâmica sharia no país. Assim, o futuro das minorias religiosas está cada vez mais sombrio. Mesmo assim, ainda há muitos afegãos sedentos por conhecer Jesus. Em suas orações, interceda por eles.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||