Sri Lanka: Crianças enfrentam perseguição religiosa

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

03 de agosto de 2016.

Sri+Lanka_2015_0310105250.jpg

Professores e alunos consideram as crianças cristãs como uma verdadeira maldição; além da discriminação, os pequenos que seguem a Cristo também são hostilizados

No Sri Lanka, relatórios atuais mostram que até mesmo as crianças estão enfrentando a perseguição religiosa, mas de forma diferente dos adultos. Nas áreas rurais, por exemplo, as crianças cristãs são obrigadas a observar os rituais budistas nas escolas. Caso alguma se negue, então é imediatamente punida. Houve até mesmo casos em que crianças foram multadas. Mas a hostilidade aos pequenos que são de famílias cristãs, não é novidade no país. De acordo com Rina*, de 21 anos, filha de um líder cristão, em seus tempos de escola as coisas já eram difíceis.

"Quando eu estava na 5ª série, lembro que um tsunami atingiu o país e cerca de 30 mil pessoas morreram. Eu estudava em Hambantota e até hoje me lembro dos escombros, do caos e das lágrimas das pessoas que se sentiram perdidas. Lembro também que uma professora veio até mim e disse que eu tinha culpa por aquela catástrofe. Os cristãos eram vistos como uma maldição e as pessoas diziam que Deus estava punindo o Sri Lanka por causa da presença dos cristãos naquelas terras. Aquela professora me odiava, mas eu orei pela vida dela, apesar de ter me sentido muito só e mal por saber que a igreja era vista daquela forma em meu próprio país", conta Rina.

A família dela não foi atingida pelo tsunami, mas dois de seus colegas de classe perderam tudo. Os pais de Rina ajudaram essas famílias da forma como puderam. Um tempo depois, a mesma professora que havia amaldiçoado os cristãos, pediu uma lista com os nomes das pessoas que ajudaram os meninos e com as especificações do que lhes deram. Na lista de Rina constavam roupas, sapatos, mochilas, artigos escolares, entre outras coisas. Quando a professora examinou a lista, seus lábios se curvaram em um pequeno sorriso para Rina. "Eu pensei comigo ‘ela deve ter achado a minha lista divertida’. Dias depois tivemos uma conversa e eu perguntei como uma aluna da 5ª série poderia ter causado um tsunami. Percebi que minha professora reconheceu que os cristãos não são más pessoas e nem amaldiçoados", conta ela. Assim como Rina, as crianças cristãs dos dias de hoje também enfrentam vários desafios em sala de aula. Professores e alunos ainda os hostilizam e os ridicularizam na frente de todos. Em suas orações, apresente eles.

*Nome alterado por motivos de segurança.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||