Sri Lanka ainda tem grandes desafios pela frente

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

17 de junho de 2015.

 

Conforme entrevista publicada pelo International Crisis Group, o novo presidente de Sri Lanka, Maithripala Sirisena, não só conseguiu sobreviver aos seus primeiros 100 dias no cargo, mas ainda está firme à sua maior promessa da emenda constitucional, restringindo os seus poderes presidenciais. Enquanto alguns dos membros do antigo dirigente estão enfrentando acusações de corrupção e fraude, o novo presidente tem que encontrar um equilíbrio delicado em conciliar o passado e desenvolver o futuro.

Daniel, analista de perseguição da Portas Abertas, comenta: "Sri Lanka enfrenta grandes desafios. A entrevista lembra certamente que o presidente Sirisena não tem uma maioria parlamentar e, portanto, tem de equilibrar interesses diferentes. A reconciliação continua a ser um grande problema, porque os resultados do inquérito da ONU só foram adiados e não cancelados. Estes resultados podem trazer a cura, mas podem também abrir velhas feridas ou até criar novas. Grupos budistas radicais foram suspeitosamente silenciados após as eleições em janeiro. Mas, recentemente, o grupo de maior representatividade Bodu Bala Sena (Budistas Poder Força – BBS, em tradução livre), anunciou a formação de um partido político. Isso traz uma má notícia para as minorias religiosas como os cristãos e acrescenta à lista de desafios políticos que o país enfrenta”.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||