Somália: Grupo extremista tenta explodir avião

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

21 de março de 2016.

 

O Al-Shabaab é como uma página do livro escrito pelo Estado Islâmico, cada vez mais aperfeiçoando suas técnicas de ataque, representando grande perigo aos cristãos

De acordo com uma reportagem da CNN, o grupo extremista Al-Shabaab reivindicou a responsabilidade pelo atentado contra um avião comercial na Somália, alegando que estavam eliminando "espiões". O incidente matou um passageiro e deixou outros dois com ferimentos leves. O avião, operado pela Daallo Airlines, estava voando para Djibuti, com cerca de 74 passageiros e foi forçado a realizar um pouso de emergência no aeroporto internacional de Mogadiscio.

"Este ocorrido mostra que o Al-Shabaab é como se fosse uma página do livro escrito pelo Estado Islâmico. Em novembro de 2015, um avião russo caiu no Egito, também devido a um ataque terrorista. O grupo está diversificando suas táticas. Podemos também concluir que, na Somália e em outros países vizinhos, a segurança dos aeroportos não está dentro dos padrões internacionais. O que mais devemos esperar desses grupos extremistas, sabendo que a capacidade técnica deles, de improvisar meios para explodir aviões por meio de controles remotos do próprio aeroporto está sendo bem-sucedida? Este é também um aviso para os cristãos de que o Al-Shabaab está ficando cada vez mais perigoso", alerta um dos analistas de perseguição.

Na Somália, o 7º país da Classificação da Perseguição Religiosa de 2016, que é governado pela lei islâmica sharia, os cristãos são monitorados pelo governo e o Al-Shabaab espiona até mesmo as empresas de telefonia, que são obrigadas a pagar um imposto para o grupo extremista, caso não queiram seus dados rastreados. Não é um ambiente acolhedor para cristãos, mas ainda assim, a igreja somali persevera. Entre os momentos mais difíceis de perseguição e execuções, os cristãos têm-se mantido firmes, se apegando à sua fé secreta. Ore por eles.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||