Síria: A igreja é como uma barraca que se preocupa com os que estão debaixo dela

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

26 de julho de 2016.

25-Iraq_2015_0430103259.jpg

Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? Como está escrito: por amor de ti enfrentamos a morte todos os dias; somos considerados como ovelhas destinadas ao matadouro". (Romanos 8.35-36)

Na Síria, a guerra civil que já ultrapassa 5 anos aumenta ainda mais a pressão sobre os cristãos no país, que está entre os primeiros na atual Classificação da Perseguição Religiosa, ocupando o 5º lugar. Os cristãos compõem uma minoria que, atualmente, está escondida por conta do grande número de ataques violentos. Muitos estão vivendo como refugiados em regiões remotas do país, as igrejas foram destruídas e centros médicos foram danificados, bem como os orfanatos e escolas. O prejuízo por causa dos conflitos é imensurável e, apesar disso, ainda existe ali uma igreja de pé, clamando pelo socorro de Deus.

Fisicamente, o que se pode ver é um cenário desolador, mas no plano espiritual, sabe-se através das Escrituras que, quanto maior a perseguição, maior e mais forte é a igreja de Cristo. Através de muitos testemunhos de cristãos sírios é possível ver o agir de Deus naquele lugar e contemplar seu amor e cuidado pelos seus filhos. O Espírito Santo também tem atuado. O evangelho tem sido pregado na Síria, mesmo em meio aos escombros e tantos perigos. Deus tem permitido que corações de muitos muçulmanos sejam tocados por Jesus. Sabe-se que a situação dos cristãos sírios não é fácil, mas eles têm suportado com muita fé e coragem.

Os líderes cristãos enfrentam enormes desafios e convivem até mesmo com ameaças de fome e miséria. De acordo com informações da ONU, apenas 30% da população atual tem acesso às assistências que chegam ao país. Os comboios humanitários encontram muitas dificuldades em áreas interditadas e controladas pelo Estado Islâmico. A presença de Deus é a única proteção e certeza dos cristãos sírios. "A igreja é como uma barraca que se preocupa com os que estão debaixo dela. Como um hospital que cura os que estão dentro dele. E o mais importante é que a igreja é como uma família para aqueles que vivem como estranhos em seu próprio país", disse Boutros, um líder cristão sírio.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||