Rússia está preocupada com êxodo de cristãos do Oriente Médio

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

21 de abril de 2015.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, lamentou hoje a situação da população cristã no Oriente Médio, que, segundo ele, está sofrendo muito com o extremismo e o terrorismo religioso, informou a imprensa russa.

“Nos últimos anos, uma causa de grande preocupação tem sido o agravamento da situação no Oriente Médio e no Norte da África, onde a crise está se expandindo, e a área está sujeita a uma onda de extremismo e terrorismo”, disse Lavrov durante uma recepção cristã ortodoxa na chancelaria russa. “Os cristãos estão sofrendo severamente com isso. Cristãos, incluindo padres, estão sendo mortos, roubados, sequestrados e forçados a deixar sua terra natal”. 

 

 

De acordo com o ministro russo, "o êxodo de cristãos do Oriente Médio tem um efeito adverso sobre a estrutura das sociedades árabes e, em geral, sobre o futuro da região e sobre a preservação do patrimônio histórico e espiritual do mundo".

Destacando o fato de que muitas vítimas de perseguição religiosa têm buscado refúgio na Rússia, Lavrov lembrou que, em março passado, durante a sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, Moscou, junto com outros coautores, organizou uma conferência internacional dedicada à proteção dos direitos dos cristãos, na qual foi adotada uma declaração conjunta em apoio a esses fiéis e a outras comunidades perseguidas, sobretudo no Oriente Médio.

Fonte: Sputnik.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||