REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA: Movimento inter-religioso busca a paz nacional

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

10 de junho de 2016.

 

O objetivo é facilitar o diálogo entre as comunidades que estiveram envolvidas em confrontos religiosos no passado

De acordo com informações do Africa News, recentemente houve um movimento inter-religioso para promover a paz nacional na República Centro-Africana, financiado pela União Europeia, com o objetivo de facilitar o diálogo entre as comunidades que estiveram envolvidas em confrontos religiosos no passado. "Os esforços dos líderes religiosos e da sociedade civil são essenciais para trazer a reconciliação, principalmente entre muçulmanos e cristãos que vivem no país. Dada a dimensão dos conflitos ocorridos, é essencial que haja um movimento como esse para trazer a cura e buscar um relacionamento saudável entre as pessoas", comenta um dos analistas de perseguição.

Milhares de vidas já foram perdidas e agora o cenário do país expõe a extrema pobreza, instabilidade política, corrupção e perseguição religiosa. A rebelião do movimento Seleka causou violência excessiva contra a população cristã do país, entre os anos de 2012 a 2014. A República Centro-Africana é o 26º país da Classificação da Perseguição Religiosa 2016, sendo também um dos países menos desenvolvidos do mundo. No nordeste, região povoada principalmente por muçulmanos, os cristãos são obrigados a fugir de suas aldeias e tem acesso negado a campos de cultivo na agricultura. Milhares de cristãos vivem em condições extremamente pobres em campos de refugiados.

O bom relacionamento do atual presidente com os líderes religiosos internacionais tem ajudado muito na questão dos cristãos, conforme mostra a matéria Política organizada pode favorecer cristãos, publicada no mês passado. O governo assegura a liberdade de religião, embora os extremistas muçulmanos realizem campanhas violentas para destruir o cristianismo. A igreja no país permanece de pé, continua crescendo e abraçou a missão de pregar o evangelho do amor, apesar de todas as dificuldades e obstáculos. Ore pelos cristãos perseguidos dessa nação.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||