República Centro Africana: Aumento de ataques à cristãos gera preocupação

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

14 de abril de 2016.

 

O clima é de tensão no país, o número de pessoas sequestradas cresceu muito

Embora as pessoas da República Centro-Africana tenham uma nova esperança para o futuro após a posse do novo presidente no mês passado, há uma situação no sudeste do país que precisa da nossa oração. Um aumento na atividade do Exército de Resistência do Senhor (LRA, sigla em inglês) está causando sofrimento para as pessoas ao redor da cidade de Bangassou, o que inclui um grande número de cristãos. O LRA é um grupo que se originou na Uganda no final de 1980. Ele tem sido ativo no norte da Uganda, Sudão do Sul e em partes da República Centro-Africana. O grupo foi acusado de violações generalizadas dos direitos humanos, incluindo o assassinato de cerca de 100 mil pessoas, sequestro de cerca de 60 mil crianças, fora acusações de mutilação, escravidão e abuso infantil.

José Aguirre Muños, líder cristão no país disse: "Desde o início de 2016 minha igreja tem sido continuamente alvo dos ataques do LRA e ninguém fala sobre isso. Eles atacaram mais de seis aldeias na área. Aqui em Bangassou temos recebido muitos deslocados que fugiram de Niakari. Lá, o LRA sequestrou e espancou os moradores." Ele ainda diz que o grupo saqueou a cidade de Bakouma quase certamente com o apoio de rebeldes do Seleka, o grupo que derrubou o governo do país em um golpe 2013.

Segundo a BBC, o número de pessoas sequestradas entre janeiro e março deste ano pelo LRA dobrou em relação a 2015. Acredita-se que entre as vítimas estão 54 crianças, que seriam usadas ​​como soldados ou escravos sexuais. Um especialista que analisa o grupo disse à BBC que eles perderam grande parte de sua força e parecem tentar reconstrui-la através dos sequestros. Ele disse que o aumento nos ataques sinaliza uma mudança na forma de trabalho deles. O Tribunal Penal Internacional emitiu um mandado de prisão para o líder do grupo, Joseph Kony, por crimes de guerra. Milhares de tropas africanas estão à procura de comandantes do LRA.

Pedidos de oração

  • Ore pelas pessoas sequestradas e atacadas pelo LRA, que eles encontrem no Senhor a força que precisam.
  • Peça por sabedoria para a igreja, que ela consiga apoiá-los e abraçá-los.
  • Interceda pela prisão de Joseph Kony, o líder do LRA. Seu vice, Dominic Ongwen, se entregou no ano passado e está aguardando julgamento.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||