Refugiados cristãos são perseguidos na Alemanha

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

23 de maio de 2016.

 

"É decepcionante ouvir que esses cristãos encontraram os mesmos padrões de perseguição em solo ocidental; cerca de 75% deles confirmou que teve de enfrentar desde insultos, danos corporais e até ameaças de morte"

Estima-se que, na Alemanha, já estejam vivendo cerca de 1 milhão de refugiados, o que tem sido um sério desafio para o país. A maioria deles se instala em albergues, que são as moradias temporárias mais comuns entre os alemães, mas havia uma questão ignorada sobre isso, a de que os albergues são controlados pelos muçulmanos. A Portas Abertas fez um levantamento da situação dos refugiados cristãos e descobriu que houve um aumento da agressividade contra eles. O resultado foi obtido nos últimos meses, através de um relatório composto de 231 entrevistas realizadas em diferentes regiões.

"Refugiados de diversas nacionalidades têm encontrado um ambiente hostil quando eles revelam sua fé. Eles foram buscar segurança na Europa, sem contar com a possibilidade de que muçulmanos estariam instalados onde eles chegariam. É decepcionante ouvir que esses cristãos encontraram os mesmos padrões de perseguição em solo ocidental. Cerca de 75% deles confirmou que teve de enfrentar desde insultos, danos corporais, ameaças de morte ou músicas e orações extremamente altas como forma de provocação", comenta um dos analistas de perseguição.

Segundo ele, é bem provável que o número de incidentes seja bem maior que o registrado, já que foi detectado através de pesquisas que apenas 1 em cada 5 dos interrogados havia procurado as autoridades para relatar o ocorrido, por medo de comprometerem suas famílias. "Cerca de 80% dos refugiados apontaram para a necessidade de um alojamento separado para cristãos e muçulmanos. Outros sugeriram seminários para todos, a fim de educá-los sobre as leis do governo alemão, principalmente sobre as questões de liberdade de expressão e religião", comentou. Atualmente, a Portas Abertas está realizando uma campanha para informar as autoridades sobre essa realidade. Ore pelos cristãos perseguidos, independente de onde eles estejam.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||