Primeiro-ministro reitera compromisso de seguir o Alcorão

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

04 de agosto de 2015.

 

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, se defendeu das alegações de corrupção em larga escala, publicado pelo jornal Wall Street e reiterou seu compromisso de seguir uma política guiada pelo Alcorão.

Daniel, analista da Portas Abertas, comenta: "É claro que este anúncio deve ser entendido como uma ‘declaração política’, afirmando a posição de Razak e combatendo todos os ataques da oposição. Mas devemos ter em mente também que a Malásia é um país que tem mais de um terço de cidadãos não-muçulmanos. O que eles vão pensar quando ouvirem seu primeiro-ministro dizendo que o Alcorão serve como ‘um guia para a comunidade'?”

Segundo Daniel, esta declaração foi dada em uma cerimônia de inauguração de um edifício muçulmano e que Razak alegou que o local era o mais apropriado, já que está localizado em Putrajaya, o centro administrativo. “Vale lembrar que o compromisso do governo é elevar o Islã. E que a Malásia era famosa por sua tolerância”, comenta o analista.

A Malásia está na lista dos países mais hostis ao Evangelho, em 37° na Classificação da Perseguição Religiosa. De acordo com sua Constituição, ser malaio significa ser muçulmano. Os cristãos compões 9,2% da população e vivem em isolamento.

Motivos de oração
• Ore para que a igreja se estabeleça e se firme. Que os novos convertidos sejam dirigidos pelo Senhor. 
• Interceda pelos cristãos malaios; que eles possam compartilhar o Evangelho. 
• Ore para que as autoridades ajam com justiça com os cristãos.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||