Presidente do Egito pede desculpas aos cristãos

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

24 de janeiro de 2016.

 

Al-Sisi é o primeiro líder político que condena os ataques violentos dos muçulmanos radicais

O ano de 2016 já começou com uma série de incidentes para os egípcios, o que gerou uma reflexão por parte dos cristãos. "Os ataques contra os cristãos se contradizem com o posicionamento do presidente Al-Sisi, que apareceu na principal igreja do Cairo, capital do país, de surpresa, durante uma celebração de Natal, se mostrando simpático com todos ali presentes", comentou um dos analistas de perseguição.

Segundo ele, o motivo da visita do chefe de Estado à igreja, foi cumprimentar os cristãos do Egito na noite natalina. A visita não foi anunciada, e é a segunda vez que isso acontece. O presidente foi recebido com alegria e a imprensa local acompanhou a movimentação. O presidente deu uma breve entrevista aos jornalistas, ocasião em que falou sobre a comunidade cristã no Egito. "O momento foi exclusivo, já que ele é o único presidente que visitou uma igreja simplesmente para cumprimentar os cristãos do país", disse o analista.

"Ele também é o primeiro líder na história do Egito que pediu desculpas aos cristãos, publicamente, pelos ataques violentos que sofreram nos últimos dois anos, mostrando algum respeito, lutando pela paz e condenando os crimes cometidos pelos muçulmanos radicais", explica. No final do discurso, alguns cristãos jogaram flores, mas algumas pessoas se rebelaram, jogando objetos numa árvore de natal iluminada, que estava decorando o evento. Mesmo que o cristianismo seja, de alguma forma, defendido pelo governo, ainda haverá perseguição por parte daqueles que não suportam ouvir falar de Jesus. Mas os egípcios se mostram fortes diante dessa situação, dizendo que nasceram para ser sal da terra e que serão a luz do Egito, para que todos saibam que Cristo é o Senhor de todas as nações.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||