Polícia tailandesa prende 400 cristãos paquistaneses refugiados

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

12 de março de 2015.

 

O Paquistão continua a ser uma das nações mais hostis do mundo para com os cristãos, apesar do fato de que há cerca de dois milhões de cristãos vivendo hoje no país. Muitos cristãos que enfrentam intensa perseguição fogem do Paquistão em busca de países mais seguros para praticar sua fé livremente

A Tailândia tem sido um destino popular para os cristãos que são obrigados a fugir por causa da perseguição. Porém, uma recente repressão ordenada pelo governo tailandês tem tornado a vida desses refugiados cada vez mais difícil. Recentemente, autoridades tailandesas prenderam mais de 400 cristãos paquistaneses refugiados, incluindo crianças.

Pastores em Bangkok, capital da Tailândia, disseram ao CBN News que muitos cristãos fugiram Paquistão porque ou foram acusados de blasfêmia ou ameaçados por muçulmanos radicais.

Eles procuraram trabalho e estatuto de refugiado, e muitos afirmam ter entrevista marcada com as Nações Unidas para relatar o seu caso.

Alguns desses cristãos são convertidos do islamismo. Desde que chegaram à Tailândia, eles dependiam de igrejas e outros irmãos para se alimentarem e terem onde morar.

O governo tailandês afirmou que eles são imigrantes ilegais e devem ser deportados.

Os cristãos alegam que pensavam que a Tailândia iria fornecer um refúgio seguro para eles depois que eles escaparam da perseguição religiosa. Ore pela segurança desses irmãos.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||