Polícia prende cristãos em igreja secreta do Uzbequistão

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

12 de dezembro de 2018.

Um grupo de cerca de 15 cristãos ex-muçulmanos foi preso durante uma reunião em Almalyk, no Uzbequistão. Os policiais apreenderam telefones celulares e toda literatura cristã. Em seguida, liberaram as mulheres e adolescentes, mas tiraram as impressões digitais de oito cristãos. Depois de 4 horas, eles foram liberados, mas foram informados de que seriam chamados a comparecer à delegacia novamente. Eles podem ser condenados e multados por “reunião religiosa ilegal” e por “posse de literatura religiosa”. No entanto, eles disseram que compraram o material oficialmente.

Até agora a polícia não os chamou de novo, mas os oito cristãos foram chamados ao comitê muçulmano local e avisados para não fazerem reuniões cristãs em Almalyk. O grupo de cristãos compartilhou que o ponto mais triste da questão é que acreditam que entre eles há alguém trabalhando para a polícia, um tipo de informante. Essa pessoa teria dado informações sobre a reunião para a polícia, porque os policiais sabiam de antemão da reunião, e por isso levaram câmeras de vídeo.

Isso faz com que os cristãos locais fiquem ainda mais receosos, o que os levou a cancelar algumas reuniões, por enquanto. Ore pela segurança desses cristãos perseguidos em Almalyk, no Uzbequistão, para que voltem a ter oportunidade de se reunir. E interceda pela Igreja Perseguida do Uzbequistão como um todo, país que está na 16ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2018.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||