Perseguições: 2015- O Ano do Medo

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

14 de janeiro de 2016.

O ano de 2015 certamente ficará marcado como o Ano do Medo com relação à perseguição religiosa. O Estado Islâmico (EI) e seus afiliados causaram perdas irreparáveis como na Líbia, Quênia e Egito, que culminaram em massacres aleatórios em Paris, em novembro e em San Bernardino, em dezembro de 2015. Há um sentimento global que ninguém está a salvo do alcance dessa ideologia, que pode recrutar, treinar e converter qualquer um por meio da internet. Muitas pessoas se veicularam ao grupo pelos meios digitais.

Os governos estão mais preocupados do que nunca com os efeitos do extremismo islâmico, que mais uma vez é, de longe, a causa mais presente na Classificação da Perseguição Religiosa, 35 dos 50 países da lista o islamismo radical como a fonte principal. Alguns países da Ásia Central, por exemplo, têm reforçado seu controle em toda expressão religiosa como uma saída. Os medos não acabaram, os fluxos migratórios descontrolados, como mais de um milhão de migrantes tomou a rota perigosa para a Europa a partir do Oriente Médio e do Chifre de África. Centenas de milhares de refugiados sírios desistiram da possibilidade de retornarem à sua terra natal imersa na guerra.

O que a Classificação da Perseguição Religiosa 2016 mostra é que mais uma vez, como no ano anterior, a perseguição aos cristãos piorou em todos os continentes. Entre novembro de 2014 e outubro de 2015, período em que a pesquisa foi realizada, mais de 7 mil cristãos foram mortos por razões relacionadas à fé. Isso representa um aumento de quase 3 mil pessoas em relação ao período anterior. Estes números excluem a Síria, Iraque e Coreia do Norte, de onde não saem registros precisos.

A pesquisa ainda mostra que mais de 2.400 igrejas foram atacadas, queimadas ou destruídas em 2015, o dobro se comparado a 2014. Atualmente, mais de 100 milhões de cristãos são perseguidos por causa de sua fé em Jesus, em mais de 60 nações. Isso faz com que os cristãos sejam o grupo religioso mais perseguido do mundo.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||