Perseguição aos cristãos aumenta no Tajiquistão

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

30 de agosto de 2017.

 

Por meio da vigilância do governo, a igreja tadjique perde liberdade e sente-se insegura

O Tajiquistão é um dos países mais pobres da Ásia Central. A cultura nacional é muito parecida com a do Irã e Afeganistão e cerca de 20% da população trabalha em países próximos, como Rússia e Cazaquistão. Neste ano, ele ocupa a posição 35º na Lista Mundial da Perseguição. O governo impões regras e leis cada vez mais severas, que também interferem na esfera religiosa. O islamismo é a religião oficial, e isso aumenta a perseguição aos cristãos ex-muçulmanos. Eles enfrentam ataques, ameaças, prisões e multas, principalmente quando a igreja não é registrada.

Um líder cristão do país pede orações. “Queridos irmãos e irmãs, por favor, continuem a orar pelos cristãos e pela igreja no Tajiquistão. É evidente que a situação dos cristãos aqui está se tornando cada dia pior. As pessoas nos caluniam, instigando a revolta contra nós”, conta ele.

Segundo o líder, a polícia secreta e o comitê religioso do Estado planejam instalar câmeras de vigilância em todas as igrejas do país a fim de vigiar as celebrações de domingo. “Eles querem saber quem está pregando, o que estamos falando, vigiar os estrangeiros que frequentam as igrejas e ver como o culto é realizado. Por favor, ore por paz e coragem aos cristãos do Tajiquistão. Peça a Deus que tenhamos força para continuar pregando o evangelho no país”.  

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||