Pelo menos 63 igrejas foram atacadas na guerra civil da Síria

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

27 de maio de 2015.

 

O país que ocupa o quarto lugar na Classificação da Perseguição Religiosa 2015 possui um cenário parecido com o de uma cidade-fantasma. Muitos cristãos sírios perderam propriedades, empregos e entes queridos. Igrejas foram destruídas. O povo está com medo. Acontecem tiroteios e bombardeios 24 horas por dia

Em quatro anos de guerra civil na Síria, pelo menos 63 igrejas foram destruídas ou danificadas, segundo o Syrian Network for Human Rights (Rede Síria pelos Direitos Humanos, tradução livre) – organização não partidária que visa documentar e divulgar as constantes violações dos direitos humanos na Síria. Eles afirmam que o governo sírio foi responsável por quase dois terços dos ataques. Forças da oposição foram responsáveis por 14, grupos extremistas islâmicos (Estado Islâmico e Al-Nusra) por sete e aproximadamente 40 foram provenientes do governo de Al-Assad. 

“Os cristãos e as igrejas sofreram como todo o povo sírio. Mísseis, armas químicas e bombas não diferenciam cristãos de não cristãos”, disse o porta-voz da Rede Síria, Dr. Wael Aleji. 

As acusações e a atribuição de culpa pelos ataques cometidos ficam cada vez mais complexos. Em um relatório da Rede Síria, publicado no início de maio, o ataque intencional do governo a uma igreja em Kasab foi questionado. Segundo uma fonte local, quem, de fato, atacou e queimou a igreja foi o grupo Al-Nusra. 

No entanto, os grupos extremistas, as forças do governo e a oposição são acusados por ataques propositais contra as igrejas, e não aleatórios. Os três também são suspeitos de violar leis internacionais, usando igrejas como bases militares. 

Enquanto isso, apenas o Estado Islâmico é acusado de destruir e também de queimar quatro igrejas, mas todos são acusados de saquear e quebrar itens das igrejas. 

"Após a ascensão e expansão de grupos extremistas islâmicos (...) cristãos ficaram presos entre o fogo do governo Al-Assad e o inferno dos grupos extremistas", diz Aleji. 

Motivos de oração

  • Ore pelo fortalecimento da Igreja na Síria, nesse momento de fragilidade e sem esperança.
  • Sabemos que a igreja não é simplesmente um local para culto ou uma construção. Por causa disso, ore pelos membros das igrejas. Que eles brilhem a luz de Jesus, mesmo nesses dias difíceis, nas comunidades em que vivem.
  • Ore para que surja uma solução pacífica para a guerra civil na Síria. 

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||