Pastor americano continua preso na Turquia após audiência

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

19 de julho de 2018.

 

A justiça turca ordenou na última audiência que o pastor americano, Andrew Brunson, acusado de terrorismo, continue preso. Apesar das esperanças da soltura, a corte agendou a próxima audiência para 12 de outubro. Há cerca de dois anos, o pastor foi detido após ser acusado de ter ligações com o líder muçulmano Fethullah Gülen, da rede FETO, que é acusado de planejar um golpe fracassado contra o governo em 2016, e com o Partido do Trabalhadores do Curdistão, que trava uma insurgência armada de décadas contra o governo turco.

Nesta semana, a justiça ouviu quatro testemunhas, três de acusação e uma de defesa. A primeira testemunha de defesa solicitada foi negada. Os apoiadores de Brunson ficaram desapontados com o resultado da audiência. O presidente americano. Donald Trump. tratou sobre o caso com o presidente turco, Recep Erdogan, após encontrá-lo em uma reunião da OTAN em Bruxelas. Trump já havia demonstrado apoio em mensagem publicada em uma rede social dizendo que o pastor estava “sendo perseguido sem motivos”.

No final de junho, dois senadores americanos, o republicano Lindsey Graham e a democrata Jeanne Shaheen, encontraram o presidente turco em Ancara após visitar o pastor na prisão. Os dois foram aprovar sanções contra a Turquia relativas a detenção de Brunson e informaram ao presidente Erdogan de forma clara a seriedade disso.

A maioria das acusações de suposta espionagem e terrorismo são baseadas em “testemunhas secretas”. Um antigo membro da oposição do parlamento turco disse que forças poderosas estão trabalhando contra Brunson. A promotoria pede uma pena de 35 anos de prisão, mas o pastor nega todas as acusações. Bill Campbell, pastor de uma igreja nos Estados Unidos, participou da audiência anterior em maio. “Houve muitas falsas acusações, mas o testemunho de Andrew foi absolutamente poderoso. Ele apresentou o evangelho com confiança e defendeu a si mesmo com coragem. A corte permitiu pela primeira vez uma testemunha favorável e um dos que era de acusação falou a favor dele”, contou Campbell.

Pedidos de Oração

  • Ore para que o pastor Brunson seja liberto e que a verdade seja revelada.
  • Interceda por ele e a família, para que sejam fortalecidos e perseverantes na fé.
  • Apresente a vida do advogado do pastor, que Deus lhe dê sabedoria e estratégia ao conduzir o caso.
  • Peça a Deus pela Igreja na Turquia, que eles compreendam que Deus tem o controle de todas as situações mesmo em tempos difíceis.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||