Páscoa em Jerusalém: “A Páscoa está ligada à família, então acredito que é necessário haver união, perdão e amor nesse dia”

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

26 de março de 2016.

 

Saiba o que a Páscoa significa para Gemma Bleck, uma judia messiânica, parteira e assistente social, que vive em Jerusalém

Três cristãos de tradições diferentes compartilham o que significa a Páscoa para eles. Uma delas é uma judia messiânica, o outro é cristão ortodoxo sírio e o outro é um cristão americano evangélico. Ambos vivem em Jerusalém e comemoram a Páscoa na Terra Santa. Nessa matéria, você vai conhecer Gemma Bleck, a judia messiânica, que é parteira e assistente social.

"A Pessach me faz pensar no propósito do cordeiro para todas as famílias e do seu sangue nos umbrais das portas. Foi aquele sangue que protegeu os israelitas, e eles viveram enquanto o anjo da morte passava, e assim, foram libertos da escravidão do Egito. Hoje em dia, isso é apenas um simbolismo, para nós que cremos no Messias. O sangue Dele está em nossos corações, por isso conhecemos a verdadeira ressurreição", disse ela.

Gemma conta que essa data é muito importante para ela. "É uma festa com um significado poderoso e a celebração não depende do lugar, mas do tempo, em minha opinião. A Bíblia nos mostra que o calendário bíblico foi roubado da igreja e as festas que Deus instituiu não são mais comemoradas no tempo certo. O livro de Daniel alertou que nos últimos dias as pessoas mudariam os tempos e as datas e isso realmente aconteceu", explica.

"Nós costumamos nos reunir na noite anterior à Páscoa, com toda a comunidade, para o Seder, que é um jantar cerimonial pré-Pessach e então exploramos o significado bíblico de toda a festa. Mas não fazemos isto sempre, porque a maioria prefere fazer isto em família, num Seder tradicional. Mas os judeus ortodoxos fazem isto anualmente", conta Gemma e finaliza: "A Páscoa está ligada à família, então acredito que é necessário haver união, perdão e amor nesse dia. Para crescermos na fé precisamos olhar para trás, para o início de tudo. A vida é uma viagem e temos que compreender o trajeto dessa viagem através das Escrituras, só então passamos a entender a nossa jornada".

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||