Partido Comunista oferece ajuda mediante “conversão” para o comunismo

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

22 de novembro de 2017.

 

Moradores de vilarejos do sudeste da China foram informados por autoridades locais que não receberão ajuda se não professarem sua fé no Partido Comunista (PC) e em seu líder. Em março, oficiais do PC visitaram o município de Huangjinbu na província de Jiangxi e disseram que poderiam ajudar a resolver seus problemas materiais se eles se “convertessem” ao partido. Um terço da população desse município é cristã. Como resultado, 600 moradores aderiram ao PC e substituíram as imagens de Jesus Cristo por retratos do presidente chinês, Xi Jinping. 

Qi Yan, presidente da câmara popular do município e também responsável pelo fundo de ajuda, disse: “Muitas famílias sucumbiram à pobreza devido a doenças e muitos recorreram à fé em Jesus para serem curados. Mas tentamos dizer pra eles quer ficar doente é uma coisa física e que quem realmente pode ajudá-los é o PC e o presidente Xi”. Ele negou a afirmação de que só quem aderisse ao PC receberia ajuda. “Nós só pedimos que tirassem posters religiosos do centro das casa. Apenas exigimos que eles não se esqueçam da generosidade do PC bem no centro da sala de estar. Eles têm liberdade de crença, mas na mente deveriam acreditar no nosso partido”, afirma. 

Uma série de regulamentos aprovados em setembro deram ao presidente maior controle sobre a atividade religiosa no país. Em seu discurso no congresso do Partido Comunista em outubro, Xi Jinping reiterou a importância do nacionalismo chinês. Ele disse que as religiões na China devem ter orientação chinesa e que o governo deve dar clara orientação às religiões para que se adaptem à sociedade socialista. 

O cristianismo cresceu rapidamente na China e o número de cristãos (97 milhões) agora supera os 90 milhões de membros do PC. A Portas Abertas tem publicado casos de líderes cristãos desaparecidos, presos e torturados. A igreja na China cresce ao mesmo tempo em que enfrenta perseguição. Ore para que cresça cada vez mais e seja sempre fortalecida no Senhor.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||