Para a Igreja Perseguida na Índia, o viver é Cristo

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

17 de dezembro de 2014.

 

Utilizando práticas designadas como purificação religiosa, limpeza, reconversão e conversão no estado de Uttar Pradesh radicais religiosos têm como objetivo transformar o país em uma zona livre de cristãos e igrejas evangélicas. Os brutais ataques religiosos de limpeza que envolvem a comunidade cristã não permitem sequer que muitos cristãos digam como eles estão enfrentando uma luta de vida ou morte na maior democracia do mundo.

Mr. Rajeshwar Singh, um líder do Movimento Religioso Despertar, disse em entrevista a um jornal que, "Em 23 de dezembro, o dia do martírio de Swami Shraddhanand (o líder do movimento de reconversão do século 19), vamos converter muçulmanos ao hinduísmo em pelo menos 50 locais em West UP”, Singh afirmou. "No dia 25 de dezembro é o dia em que os cristãos convertem as pessoas à sua religião. Este ano, vamos fazer o inverso, convertendo-os de volta ao hinduísmo. Em dois ou três anos, o interior rural estará livre de cristãos".

Cristãos e Igreja de Asroi são forçados a se converter ao hinduísmo
Como parte desta campanha de reconversão, uma igreja na vila Asroi foi vigorosamente tomada e os cristãos que estavam no templo foram convertidos à força ao hinduísmo por membros de um grupo radical hindu. Asroi está localizada cerca de 20 quilômetros da capital do distrito de Aligarh onde acontece uma das campanhas de reconversão mais intensas nos últimos meses.

A "cerimônia" de reconversão teve lugar no interior da igreja, onde radicais hindus colocaram retratos de deuses hindus e construiram um altar completo com um fogo sagrado para declarar simbolicamente que a igreja e seus seguidores são imundos e precisam de purificação. Todos os cristãos em Asroi foram forçados pelos radicais a fazer parte da cerimônia e ameaçados, caso não voltassem ao hinduísmo, de enfrentar consequências terríveis. Após esta cerimônia, os radicais alegaram que transformaram a igreja em um templo hindu.

Rajender, um ex-membro de 65 anos de idade, da igreja disse ICC em uma entrevista que, "Eu me converti de volta à fé hindu por minha própria vontade." No entanto, esta declaração e as que se seguiram pareciam ser um discurso muito bem ensaiado e obrigatório. Quando pressionado, o Sr. Rajender chegou a dizer que "um líder Bajrangdal da área veio à aldeia várias vezes me convencer a voltar ao hinduísmo." Ele continuou: "Nós fomos relembtrados dos benefícios de voltar ao hinduísmo e da desvantagem de continuar como cristãos. Nós pesamos tudo isso e decidimos que é mais seguro voltar para a fé hindu”.

Mr. Rajveer, outro ex-cristão da mesma igreja, disse: "Como cristãos, nos foram negados muitos benefícios e temos sido discriminados, ao contrário dos que professam a fé hindu". Ele continuou dizendo: "Queremos ser tratados em pé de igualdade com todos, quando se trata de programas do governo e subsídios a partir do qual nos foi negado por causa de seguirmos Jesus”.

Este padrão de reconversão está sendo seguido por muitos radicais hindus em todo UP No caso do ex-cristãos em Asroi, os radicais hindus primeiro avisaram que eles perderiam os benefícios do governo destinados a ajudar as pessoas pobres, devido à sua identidade religiosa. Em seguida, eles ameaçaram esses cristãos com expulsão da sociedade em geral, caso mantivessem a fé em Cristo.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||