Papa exprime 'dor' por atentado contra cristãos no Egito

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

04 de novembro de 2018.

O papa Francisco lamentou neste domingo (4) o atentado terrorista que matou 11 cristãos coptas no Egito.

O ataque ocorreu na última sexta-feira (2) e foi reivindicado pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que persegue minorias cristãs no norte árabe da África e no Oriente Médio.

"Exprimo minha dor pelo atentado terrorista que dois dias atrás atingiu a Igreja Copta-Ortodoxa no Egito. Rezo pelas vítimas, peregrinos assassinados apenas pelo fato de serem cristãos, e peço a Maria Santíssima que console as famílias e toda a comunidade", disse o Papa.

As vítimas estavam em um ônibus que levava peregrinos para um mosteiro no deserto e foi metralhado por jihadistas do EI. Entre as vítimas estão sete mulheres e três crianças de oito, 10 e 12 anos. Cinco mortos eram da mesma família.

A Igreja Copta é alvo recorrente de atentados terroristas do Estado Islâmico no Egito e hoje representa cerca de 10% da população do país, sendo a maior comunidade cristã da região.

Fonte: ANSA

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||