Os desafios de Maya

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

26 de julho de 2018.

 

Bastante ocupada e pressionada por muitos deveres e responsabilidades que brigam por espaço em seu dia, Maya é uma jovem cristã síria que se divide entre trabalho, estudo, vida social e igreja. Ela sempre se esforça para fazer o melhor em tudo. “Eu realmente me importo em fazer as coisas perfeitamente; do contrário, não me sinto satisfeita com as coisas que faço”, conta a jovem de 27 anos.

Maya acredita que com as mudanças tão rápidas na sociedade, é importante manter a fé firme ao longo dos anos. Daí a necessidade de atrair jovens e crianças para a igreja. Com isso em mente, ela trabalha com os pequenos na escola bíblica dominical. Diante da instabilidade de seu país, mergulhado na guerra há sete anos, Maya entende que o futuro da igreja é incerto. No entanto, vê solidez nas fortes tradições: “O estilo de adoração da minha igreja não mudou nos últimos 20 anos, então espero que nas próximas duas décadas muitas coisas permaneçam as mesmas."

Mas como uma jovem cristã no meio da sociedade majoritariamente muçulmana da Síria, Maya luta com questões como justiça divina, injustiça no mundo, igualdade, recompensa e punição tanto na terra como no céu. Entre suas preocupações está o fato de não sentir que tenha o dom de defender sua fé de forma clara e convincente. “Para ser honesta, minha fé ainda está se desenvolvendo, ainda tenho muitas questões teológicas”, admite a jovem cristã. Diante desses grandes temas com os quais é confrontada dia após dia, Maya encontra conforto no Velho Testamento, sobretudo nos Salmos, onde enxerga tanto o lado compassivo de Deus como seu lado duro. Mas também gosta dos evangelhos, que revelam Jesus como a chave para tudo.

Vem aí o Shockwave 2018, um movimento de oração de jovens pela Igreja Perseguida. Essa onda de oração inundará o Brasil entre os dias 21 e 23 de setembro e seu grupo não pode ficar fora dessa.Inscreva-se e participe!

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||