Oriente Médio: "Eu quero que você se apaixone por Jesus"

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

15 de maio de 2017.

 

Líder cristão está espalhando o evangelho pelo Oriente Médio e conta sobre várias experiências que vive em lugares remotos

Rashad*, um líder cristão do Oriente Médio, estava visitando algumas famílias em uma aldeia distante, e mudou completamente a vida de uma moradora. Ele não sabia, mas enquanto falava do amor de Jesus tocou profundamente no coração de uma senhora. Dois anos se passaram, até que ela o convidou para uma visita. "Sentamos e comemos alguma coisa, depois essa senhora revelou que, quando fui embora, o imã (líder islâmico) de sua região, ficou muito nervoso e convocou todas as famílias para uma reunião, advertindo-as que não aceitassem Jesus, caso o fizessem, poderiam ser expulsos da comunidade, enfrentar violência e até morte", conta.

O líder explica que há muita sede de Deus entre as pessoas dessa região. "Muitos pedem Bíblias e querem saber mais sobre Jesus". Durante uma viagem com a esposa, Rashad disse que visitou uma mulher muçulmana que estava muito doente e mal conseguia respirar. "Oramos e ela foi curada, então podia respirar livremente. E as pessoas que viram ficaram intrigadas, perguntando em voz alta: por que os cristãos fazem isso? Por que o Deus de vocês nos ajuda?", lembra.

Ele contou que, no dia seguinte, aquela mulher o procurou, interessada no evangelho: "Mas ela disse: não quero abandonar o islã. Eu respondi a ela: eu não quero que você mude de religião, eu quero que você se apaixone por Jesus e que conheça a Deus". Quando Rashad orou, a mulher o questionou: "Será que Jesus Cristo vai me aceitar assim?", referindo-se à vestimenta islâmica. "Sim, ele vai", respondeu ele. A mulher aceitou seguir a Cristo e aos poucos teve a vida transformada.

Atualmente, um muçulmano fundamentalista se infiltrou na igreja onde Rashad lidera, fingindo ser cristão, para espionar suas atividades. O líder já declarou que não está disposto a parar com seus trabalhos. Ele conseguiu formar uma equipe de ex-muçulmanos que agora segue a Cristo e o ajuda nas atividades evangelísticas. "Eles são encorajados a entrar nos lares para levar a luz de Deus a todos os lugares. Isso pode tirar as pessoas da sua zona de conforto, mas eu acredito que é exatamente isso o que Deus quer de nós", conclui.

* Nome alterado por motivos de segurança.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||