Ore pelos irmãos que lutam na justiça por seus direitos

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

30 de outubro de 2017.

Em um caso, quatro cristãos estão desaparecidos. No outro, a proibição do uso do nome “Allah” é refutada

No último dia 19, a Comissão de Direitos Humanos da Malásia (Suhakam) deu início a uma investigação pública de dez dias sobre o desaparecimento do Pastor Raymond Koh, do cristão ex-muçulmano Joshua Hilmy, sua esposa Ruth e do ativista Amri Che Mat

A esposa do pastor Raymond Koh, Susanna Liew, foi chamada a depor no segundo dia. Ela disse que eles eram frequentemente abordados pela imigração e por uma divisão especial da polícia depois que autoridades islâmicas fizeram uma batida na igreja em 2011. Na ocasião, a ONG fundada pelo Pastor Raymond estava fazendo um jantar de ações de graças na igreja com a participação de malaios. As autoridades fizeram uma incursão na igreja porque desconfiavam de que Raymond estava evangelizando muçulmanos, o que é proibido no país.

Em outra frente, a luta contra a proibição do uso do nome “Allah” (palavra usada para designar Deus, em árabe) continua na justiça. Também no último dia 19, o tribunal ouviu o caso de Jill Ireland, que processou o governo após ter 8 CDs retidos na imigração. O caso aconteceu em 2008, quando ela voltava da Indonésia. Os CDs foram apreendidos por conter a palavra “Allah” na língua nacional, que é o bahasa malaio.

Apesar de ela ter reavido os CDs em 2015, o tribunal ainda não conseguiu abordar seus direitos constitucionais de usar a palavra como cristã.

O advogado dela apontou que os cristãos falantes de bahasa não foram nem consultados antes de o governo instituir a lei proibindo o uso da palavra, em 1986. De acordo com um líder da igreja local que testemunhou no tribunal, 60% dos cristãos no país falam a língua bahasa. Então, o advogado alega que a proibição é inconstitucional e discriminatória contra os cristãos. “O uso da palavra, que vinha de gerações, foi tirado sem dar o direito a esta camada da população de ser ouvida”, afirma.

Pedidos de oração

  • Ore para que todos os oficiais de justiça envolvidos nos dois casos realmente ajam dentro da lei e da justiça.
  • Peça para que os advogados sejam corajosos e sábios para lutar pelos direitos dos cristãos.
  • Interceda pela vida dos quatro desaparecidos, para que sintam a presença de Deus onde quer que estejam.
  • Ore por sabedoria para Susanna e Jill conforme elas prestam seus depoimentos. Que sejam esclarecedores.
  • Clame para que a perfeita vontade de Deus seja feita e seu nome seja glorificado no final com o resultado do processo.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||