Ore pela igreja no Azerbaijão

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

06 de março de 2017.

 

A atitude do presidente deixa uma mensagem clara para a igreja, que seus opressores estão planejando permanecer no mesmo lugar e continuar com as mesmas políticas

No ano passado, o Azerbaijão ocupava o 34º lugar na Lista Mundial da Perseguição. Esse ano, o país não foi classificado, mas isso não significa que a situação tenha melhorado. O islamismo continua sendo a religião oficial do Estado e os cristãos ainda vão enfrentar punições e ameaças por conta de sua fé.

As últimas notícias sobre o presidente Ilham Aliyev ter nomeado a própria esposa como primeira vice-presidente do país, sem consultar o Parlamento ou mesmo o Gabinete, mostra que o caráter autoritário de seu governo prevalece. Ele foi presidente da ex-república soviética desde outubro de 2003, quando foi governado pelo seu pai, Heydar Aliyev, conhecido por ser um líder de linha dura.

“Agora que Aliyev nomeou sua esposa como vice-presidente, ficou claro que ele pretende manter todo o poder nas mãos da família”, comentou um dos colaboradores da Portas Abertas. Segundo ele, não é bom sinal para os cristãos no Azerbaijão. “A atitude do presidente deixa uma mensagem clara para a igreja, que seus opressores estão planejando permanecer no mesmo lugar e continuar com as mesmas políticas. Não há esperança de um tempo melhor para os fiéis”, finaliza o colaborador. Ore por essa nação.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||