ONGs pedem libertação de presos de consciência

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

14 de novembro de 2017.

 

Um grupo de 17 ONGs pediu a libertação de blogueiros e ativistas de direitos humanos presos no Vietnã, país considerado pela Anistia Internacional como tendo o maior número de prisioneiros de consciência do sudeste asiático – mais de 90 no total. Eles iriam entregar uma carta-pedido ao grupo de líderes reunidos para participar da cúpula da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico nos dias 10 e 11 desse mês na região central do país. O pedido destaca o caso dos ativistas presos Tran Thi Nga e Nguyen Van Oai e do blogueiro cristão Nguyen Ngoc Nhu Quỳnh.

As ONGs dizem que o governo vietnamita usou a preocupação com a segurança nacional e acusações ilegítimas para justificar e legitimar a criminalização da liberdade de expressão, da disseminação de informação e da advocacia pacífica. Mais de 20 blogueiros e ativistas foram detidos somente esse ano no Vietnã, como uma forma de o governo comunista dissipar os que não concordam com ele.

O país está atualizando o Decreto 92, uma lei religiosa que muito provavelmente será implementada em janeiro de 2018. Grupos de direitos humanos dizem que a lei pode ser usada para confinar, controlar e criar problemas para a igreja. O Vietnã ocupa a 17ª posição na Lista Mundial da Perseguição 2017, que indica os 50 países onde é mais difícil ser cristão.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||