Observadores de grupos radicais estão agindo em Bangladesh

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

09 de novembro de 2015.

 

"O risco dos cristãos e das minorias religiosas serem atacados é cada vez maior"

De acordo com informações da agência de notícias Reuters, houve uma celebração xiita conhecida como "festa da Ashura", ocasião em que os muçulmanos desse segmento se autoflagelam. O evento aconteceu no centro de Dhaka, no mês de outubro. Os participantes da festa foram atacados pelo Estado Islâmico (EI), que assumiu a autoria dos crimes, onde pelo menos uma pessoa foi morta e muitas ficaram feridas.

Um analista da Portas Abertas, comenta: "existe uma série de ataques semelhantes em que o EI assume a responsabilidade. Enquanto isso, o governo nega vigorosamente que esse grupo tenha conquistado uma posição no país. Os grupos radicais locais que estão unidos ao Estado Islâmico, são os observadores de Bangladesh".

Ainda segundo o analista, o EI está se espalhando por todo o sul e sudeste da Ásia e por isso não seria surpreendente se ele aparecesse em Bangladesh também. "O risco dos cristãos e das minorias religiosas serem atacados é cada vez maior. Recentemente um líder cristão foi atacado com uma faca pelos radicais islâmicos. Precisamos orar para que a violência contra os cristãos não aumente", conclui.

Pedidos de oração

  • Clame a Deus por mais segurança aos nossos irmãos e que as tentativas do Estado Islâmico em entrar em Bangladesh sejam fracassadas.
  • Ore para que os cidadãos de lá sejam não consintam com esse tipo de grupo radical.
  • Peça ao Senhor que mais cristãos de coragem e determinação se levantem em Bangladesh.

Esperança para a igreja no Iraque e Síria
Todos os dias, vemos e ouvimos nos meios de comunicação histórias de refugiados, e sabemos que eles precisam de nossa ajuda e de nossas orações. É por esse motivo que convidamos você a participar do Domingo da Igreja Perseguida (DIP), um dia de intercessão pelos cristãos perseguidos ao redor do mundo.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||