O verdadeiro preço de seguir a Cristo na Colômbia

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

28 de junho de 2018.

 

Em sua sexta participação em Copas do Mundo, a Colômbia começou sua atuação nesta edição com uma derrota para o Japão, seguida de uma vitória, que eliminou os poloneses. Hoje é dia de enfrentar a seleção do Senegal, às 11h. Se vencer, garante vaga nas oitavas de final. No caso de empate, irão depender do resultado do jogo entre Polônia e Japão.

Apesar da alegria gerada pela competição esportiva, temos muitos motivos para orar pelos cristãos colombianos. A Colômbia ocupa o 49º lugar na Lista Mundial de Perseguição 2018 e além de ter uma situação política e socioeconômica muito delicada, ainda sofre com a atuação das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

De acordo com o pastor Pablo*, um líder local da comunidade de Nuevos Campos*, quando ele se converteu, aos 13 anos, ficava impressionado com o momento de adoração e com a alegria dos irmãos durante os cultos. “Eu nunca suspeitei que por trás de todos os sorrisos deles estavam histórias de prisões, discriminações e violência. Aos poucos eu entendi o verdadeiro preço de seguir a Cristo”, declara.

Atualmente, na região, dois pastores foram mortos e 14 igrejas fechadas. O próprio pastor Pablo recebeu sentenças de morte. “Deus é com aqueles que cumprem seu chamado e, apesar deles tentarem me matar mais de quatro vezes, minha vida nunca esteve em perigo porque Deus estava comigo”, compartilhou.

Inspire um futuro melhor
O pastor Pablo continua seu trabalho na causa da Igreja Perseguida, mesmo com a retomada do uso de força dos grupos armados, que têm os cristãos como seus principais inimigos. Você também pode ajudar aos irmãos perseguidos da Colômbia, inspirando crianças por um futuro melhor. Com uma doação, é possível suprir gastos na educação de crianças em situação de risco. Além disso, interceda para que mudanças sociais e políticas aconteçam e o evangelho possa ser pregado no país.

*Nome alterado por segurança.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||