O que significa ser a “esposa do pastor” para a Igreja Perseguida?

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

05 de março de 2017.

 

Hoje é comemorado o Dia da Esposa do Pastor. Vamos fazer uma retrospectiva e relembrar de algumas mulheres dedicadas à obra de Deus

Elas são verdadeiras guerreiras. Participam de todos os eventos da igreja, lideram alguns grupos, são intercessoras, cuidam de suas famílias e dos outros também. Muitas pregam e ensinam, enfrentam várias dificuldades, suportam ameaças e, muitas vezes, perdem seus maridos durante ataques de grupos extremistas. Outras perdem a própria vida enquanto trabalham para espalhar a semente da salvação.

No ano passado, Zoraida Acevedo, de 34 anos, esposa do pastor Jaime da Colômbia, foi morta a tiros na frente do marido e das quatro filhas, após um culto de domingo. Ela era líder do grupo “Mulheres em Ação” e participava de vários projetos de ajuda à comunidade. “Nossas meninas agora estão sem a mãe. É muito difícil explicar a elas por que Deus permitiu que minha esposa, que sempre serviu fielmente na obra do Senhor, fosse levada para o céu dessa maneira”, lamentou Jaime.

Em 2014, Yoaxis Marcheco Suarez, esposa do pastor e ativista cubano, Mario Felix Lleonart Barroso, foi presa na província de Villa Clara e pressionada a assinar uma advertência oficial que pode ser usada como justificativa para prisões futuras e acusações criminais. A esposa do pastor lutava pela liberdade religiosa no país.

Casada com Yousef Nadharkani, Tina chegou a ser sentenciada com prisão perpétua por crime de apostasia, no ano de 2010. Ela foi libertada depois de uma audiência de apelação. Mas até hoje enfrenta muitas dificuldades porque o governo iraniano continua perseguindo seu marido incansavelmente. Em 2016, ele foi novamente acusado pelo Tribunal Revolucionário do Irã, na cidade de Rasht, por ações sionistas e por evangelizar muçulmanos.

Muitas outras esposas de pastor, que vivem em países onde o cristianismo é hostilizado, enfrentam violência, sequestro, abusos e ataques de todo tipo. Perdem suas casas, seus pertences e são expulsas de onde moram por causa do nome de Cristo. Nesse dia, lembre-se delas em suas orações e peça a Deus para que essas mulheres permaneçam firmes na fé e perseverantes em seus propósitos.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||