O processo de reconstrução em Qaraqosh, no Iraque

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

15 de agosto de 2018.

 

Após três anos de ocupação do Estado Islâmico, a cidade de Qaraqosh, na região da Planície do Nínive no Iraque, está retomando a vida normal. O casal Khalisa e Wissam retornou para a cidade em agosto de 2017. Eles têm dois filhos e duas filhas. Uma das filhas é casada e tem um bebê. Mas eles não puderam voltar para a mesma casa, pois a casa deles foi totalmente queimada.

“Esta é a casa do meu sogro, onde moramos todos juntos agora. Esta casa foi atingida quando uma bomba explodiu aqui perto. Janelas, teto, eletricidade e canos de água foram destruídos. Nossos móveis foram roubados ou quebrados. Por isso agradecemos vocês pela ajuda; assim pudemos voltar”, explica Khalisa. Ela é uma professa primária e conta que faltam professores na escola.

Wissam tem uma loja de tintas e fechaduras para portas; portanto, nessa fase de reconstrução, tem bastante clientes. Com um sorriso, ele diz: “Temos uma boa vida agora e não precisamos mais pedir ajuda”. Ele é o único da sua família de volta a Qaraqosh. Seus seis irmãos se refugiaram no exterior e na cidade de Erbil.

Apesar de estar felizes, Wissam e Khalisa reconhecem que ainda há muito a ser feito. As ruas precisam ser asfaltadas e ainda não há eletricidade o dia todo. Ore pelos cristãos que têm o grande desafio de retornar ao Iraque e refazer a vida, reconstruindo suas casas e cidades.

Revista Portas Abertas
A revista deste mês fala sobre o renascimento do Iraque, com famílias refugiadas e deslocadas internamente voltando à sua terra natal. Ao assinar a revista, você pode ler testemunhos da boa mão de Deus sobre a vida de nossos irmãos a cada mês e se envolver mais com a Igreja Perseguida.

Participe da reconstrução do Iraque
Além de ler os testemunhos e orar, você também pode contribuir com a campanha do mês. Sua doaçãolevará microcrédito para abertura ou desenvolvimento de pequenos negócios. Assim, os cristãos iraquianos ganham meios de sobrevivência para permanecer em sua terra.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||