O desafio é grande para a igreja nigeriana

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

11 de agosto de 2017.

Uma série de ataques violentos ocorreram nos últimos meses e o Boko Haram está atuando com intensidade

Os cristãos que vivem no Nordeste da Nigéria enfrentam momentos ainda difíceis por conta do nível de violência do grupo extremista islâmico Boko Haram. Recentemente, de acordo com os relatórios, os jihadistas mataram pelo menos 113 pessoas desde o início do mês de junho. Cerca de 30 pescadores também foram mortos nos arredores do Lago Chade, região que vem sendo atacada constantemente.

No mês de abril, um líder cristão morador da vila de Dumba, que fica próxima ao lago, foi morto pelos extremistas por se negar a pagar a eles uma quantia pela segurança de sua família. Moradores relataram que houve uma série de ataques nos últimos dias, em aldeias perto da cidade fronteiriça nigeriana de Baga. Ainda não há como saber de que forma os cristãos foram afetados e o que ocorreu com eles.

Colaboradores da Portas Abertas informaram que, pelo menos 7 pessoas morreram quando o Boko Haram atacou uma vila cristã, em Madagali, no começo do mês. De acordo com as informações, membros do grupo já chegaram abrindo fogo contra eles. A equipe que atua na Nigéria pede orações por todas as famílias cristãs que enfrentam a violência e também por aqueles que perderam seus entes queridos.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||