O desafio de ser esposa de pastor

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

03 de março de 2019.

Lydia* é a esposa do pastor Matt*, nas Filipinas. Eles pertencem a uma pequena tribo de pescadores, os samas, onde há uma comunidade cristã que Matt pastoreia. Enquanto marido e mulher sentam juntos para desembaraçar as redes de pesca (o que fazem por meia hora todas as noites), Lydia compartilha um pouco da realidade, medos e esperanças que enfrentam como cristãos perseguidos.

Ela diz que sempre que o marido vai pregar ou ensinar em áreas de maioria muçulmana, fica com medo. “Mas quando estou com medo e meu coração está triste, há uma voz que me diz ‘não tenha medo, não tema, eu estou com seu marido, eu sempre estarei com ele’. Sei que mesmo que meu marido esteja no meio de seus perseguidores, se for da vontade de Deus que ele continue a ministrar, ele vai ficar vivo”, testemunha.

Ela também conta que às vezes teme pelos filhos, pois vivem como seguidores de Jesus, e são a minoria. Ela diz: “Eu tenho medo de que eles não sejam capazes de se posicionar por sua fé ou que se juntem a más companhias. Meu sonho para eles é que sejam obedientes ao que o Senhor quer para a vida deles”.

“Dependa do Senhor em tudo”, é o conselho de Lydia

Neste Dia da Esposa do Pastor, ela encoraja suas irmãs em todo o mundo, principalmente as que enfrentam o mesmo contexto de perseguição, dizendo: “É difícil ser cristã e esposa de pastor, pois enfrentamos vários desafios. Mas é muito importante que obedeçamos a voz de Deus em tudo e o deixemos decidir por nós. Em tudo o que você faz, seja para seu marido ou seus filhos, dependa do Senhor em tudo. Quando tiver conflitos na família, saiba que Deus está com vocês. E é muito importante que você e seu marido sejam uma equipe”.

A meia hora em que desembaraçam as redes, além de ser parte importante do trabalho de Matt como pescador, também é um tempo em que o casal conversa e tem um tempo junto. Fica evidente que eles são muito próximos. Lydia continua aconselhando: “É muito importante colocar o Senhor em primeiro lugar e deixá-lo ser o centro da sua casa. Se você obedecer a Deus, estará segura debaixo de suas asas. Mesmo se estiver quase morrendo, o Senhor a protegerá”.

*Nomes alterados por segurança.

Pedidos de oração

  • Ore pela família, igreja e comunidade de Lydia. Ela diz: “Nós só podemos continuar com esse ministério porque somos cobertos por suas orações”.
  • Clame pelo sustento da família, pois muitas vezes eles têm que ajudar os membros da igreja. Peça pela provisão de Deus e que, assim, sempre possam ajudar outros.
  • Interceda para que a igreja deles seja firme e ativa e que a vida de Jesus seja vista neles.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||