O auxílio necessário ao que busca refúgio

"Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

05 de julho de 2018.

 

Ao pensarmos em refugiados nossa mente pode nos levar para o Oriente Médio, porém esse é um fenômeno internacional. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), atualmente mais de 67 milhões de pessoas vivem em situação de risco. Ou seja, 1 a cada 113 pessoas são forçadas a fugir por conta de guerras, perseguições, conflitos civis, lutas políticas e abuso dos direitos humanos.

Os refugiados se veem obrigados a deixar casas, bens, segurança, status, privacidade, propósito ou mesmo identidade para se manterem vivos. Anahed era uma professora primária em Bagdá e teve seu marido sequestrado por extremistas em 2006. Mesmo pagando o resgate para a libertação, ele nunca mais foi visto. Depois de 10 anos de espera, ela decidiu encontrar um novo lugar para se estabelecer com a família em segurança.

Ao chegarem à Jordânia, enfrentaram dificuldades, pois não tinham dinheiro suficiente e ela não sabia lidar com os filhos. Foi quando Anahed encontrou um centro para mulheres e crianças em Amã, parceiro da Portas Abertas. O programa demonstra amor pela arte, com o uso de desenhos, pinturas e composição de músicas. “Aqui as mulheres e crianças aprendem a expressar o trauma vivido e curá-lo. Nós expressamos nossos sentimentos e oramos juntos. Demonstramos que somos um em Cristo”, conta Maran, fundadora do projeto. O segundo passo do programa é um curso de inglês.

Anahed conta que agora se sente segura, “Deixar meu país e me tornar refugiada foi aterrorizante. Mas aqui encontrei um refúgio seguro. As pessoas trouxeram de volta o sorriso ao meu rosto com palavras amáveis e de carinho”.

O que você tem a ver com eles?
Junto com você, a Portas Abertas auxilia parceiros locais com alimentos, assistência médica, abrigo, aconselhamento pós-traumas, microcrédito e treinamento. Sua doação beneficia um cristão refugiado do Iraque por seis meses, com ajuda emergencial e aconselhamento pós-trauma. Agradeça a Deus por projetos que levam refúgio e esperança aos irmãos na Jordânia. Ore para que a ajuda destinada aos refugiados possa ser instrumento de cura.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||