Número de refugiados nunca foi tão grande

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

11 de julho de 2015.

 

O Alto Comissariado para os Refugiados (ACNUR) afirma em relatório que, atualmente, o mundo tem o maior número de refugiados. O número chega a 59,5 milhões

Daniel, um dos analistas de perseguição da Portas Abertas, explica: “O número em si é impressionante, mas não é uma surpresa, já que o número de conflitos também cresce a cada dia, em todo o mundo, forçando as pessoas a fugirem de seus países ou se deslocar para regiões fronteiriças”.

Relatos sobre os refugiados são notícia em todo lugar, seja na Europa ou na Ásia. Mas a imprensa sequer menciona os reais motivos que, na maioria das vezes, são por perseguição religiosa. Cristãos são perseguidos na Síria ou no Iraque. Há conflitos entre cristãos e muçulmanos da Nigéria, Eritreia e Somália. Daí o grande número de refugiados, mas não há sequer uma estimativa sobre os motivos e a forma como muitos tiveram que fugir.

Segundo o especialista, esta é uma omissão perigosa, pois não possibilita que as organizações internacionais, como a ONU, encontrem as soluções para os casos. Se não houver uma compreensão mais aprofundada desses casos, em especial os que se relacionam com a perseguição religiosa, a situação em todo o mundo dificilmente vai melhorar.

Outras fontes revelam que entre as 20 guerras mais mortais acontecendo hoje, mais de 70% dos países estão na Classificação da Perseguição Religiosa.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||