Notícias dos nossos irmãos sudaneses

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

05 de janeiro de 2017.

“É melhor sofrer por fazer o bem, se for da vontade de Deus, do que por fazer o mal.
Pois também Cristo sofreu pelos pecados uma vez por todas, o justo pelos injustos, para conduzir-nos a Deus.”(1 Pedro 3:17,18)

O caso dos líderes cristãos sudaneses terá uma nova audiência amanhã, 9 de janeiro, quando os advogados de defesa apresentarão seus argumentos. Jasek será julgado por “travar uma guerra contra o Estado”, violando restrições em áreas militares, espalhando rumores para difamar o governo, espionagem e também por incitar conflitos entre comunidades.

Os demais cristãos só serão julgados depois desses últimos encargos judiciais. Várias audiências ocorreram nas últimas semanas. Após a presença de uma nova testemunha, Ali Omer (o estudante que foi socorrido por Hassan), que trouxe um benefício significativo para o caso, três outras audiências foram marcadas só no mês de dezembro.

Shamal e Hassan não puderam comparecer à audiência do dia 19 de dezembro devido a problemas de saúde. Durante esta audiência, o juiz despediu uma testemunha de acusação, um membro do Serviço Nacional de Inteligência e Segurança (NISS), após queixas da defesa de que o testemunho dele não acrescentou nenhuma novidade ao caso. Outras testemunhas foram ouvidas em 26 de dezembro, em seguida, no dia 28, os réus deram declarações e foram questionados pelo juiz.

Entenda o caso

Estas são as pessoas envolvidas:

Hassan – Hassan Abduraheem Kodi Taour, vice-líder da Igreja de Cristo Sudão.

Shamal – Kuwa Shamal, chefe do comitê de missões da Igreja de Cristo no Sudão.

Abdulmonem – Abdulmonem Abdumawla Issa Abdumawla, um estudante de Darfur, região que faz fronteira com a Líbia.

Petr Jasek – voluntário que presta ajuda humanitária aos cristãos.

Ali Omer – estudante socorrido pelos cristãos.

Telahoon – Telahoon Nogosi Kassa Rata. Ele foi sugerido para testemunhar contra Hassan futuramente.

O caso contra os cristãos gira em torno de um pedido de assistência médica a um jovem chamado Ali Omer. Ele foi ferido durante uma manifestação na Universidade de Omdurman, em meados de 2015, e foi deixado com graves queimaduras, necessitando de tratamento médico prolongado. Seu amigo Abdumonen começou a coletar ajuda financeira para pagar os médicos. Várias organizações se reuniram para arrecadar fundos.

 Shamal foi o primeiro a colaborar e desde então passou a ser investigado pelo NISS. Ele foi acusado de fabricar vídeos de incidentes (onde mostra aldeias sendo queimadas, vários cristãos sendo mortos e reivindicações da Igreja Perseguida no Sudão). O promotor considera os vídeos ofensivos e acha que eles podem comprometer a imagem do governo.

Hassam também fez uma doação e, os dois líderes cristãos (Shamal e Hassam) chamaram ainda mais a atenção das autoridades, justamente num momento em que restrições severas estavam sendo aplicadas contra os cristãos. Quando eles foram presos e julgados, muitas pessoas do lado de fora do tribunal se reuniram para cantar hinos e encorajar os líderes.

Durante as investigações, Petr Jasek foi chamado a prestar esclarecimentos sobre um conteúdo de imagens que foram entregues a uma ONG estrangeira, que também mostram regiões afetadas pela guerra e bombardeios realizados por aviões do próprio governo sudanês. O promotor alega que o acusado estava planejando ir a áreas que foram destruídas pelo exército do Sudão para entrevistar civis que foram torturados pelas autoridades.

Resumindo, tudo começou porque esses homens estenderam a mão a um estudante, apenas pensando em fazer o bem. Desde então, eles enfrentaram várias acusações, audiências, prisão e estão longe de suas famílias. Até o momento, somente Shamal foi libertado. Interceda pelos demais cristãos e suas famílias, para que a justiça seja feita e que em breve eles estejam livres também.

“Quem há de maltratá-los, se vocês forem zelosos na prática do bem? Todavia, mesmo que venham a sofrer porque praticam a justiça, vocês serão felizes. Não temam aquilo que eles temem, não fiquem amedrontados. Antes, santifiquem Cristo como Senhor no coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês.” (1 Pedro 3:13-15)

 

Fonte: Portas Abertas

 

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||