Norte-coreana descobre a vida na Bíblia

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

29 de setembro de 2014.

 

“Eu lhe dei uma Bíblia e ela ficou amedrontada. Como todos os norte-coreanos, ela foi ensinada que o cristianismo é veneno puro. Como eu não quis pressioná-la, apenas deixei a Bíblia por lá. Deus se encarregaria de despertar o seu interesse”, relata a fonte da Portas Abertas.

Ser acolhida numa residência de segurança da Portas Abertas a deixou confusa. Quem eram essas pessoas que a tratavam tão bem? E quem era ela? Assim como outros refugiados na casa, ela estava entediada e via muitos programas de TV, incluindo programas cristãos da Coreia do Sul. Confusa, Lee começou a fazer perguntas: “A Coreia do Sul é um país rico?”, “Quem é Jesus?” Quando as respostas vinham, ela ficava nervosa ao perceber que as pessoas haviam mentido para ela a vida inteira.

Lee foi muito tocada pelas canções cristãs e decidiu receber a Cristo como Senhor e Salvador. E sua fé crescia cada vez mais, conforme ela lia a Bíblia.

Porém, chegou o dia em que a irmã Lee teve que voltar para casa, para a Coreia do Norte. Tinha de evitar que seus familiares fossem castigados ou até mortos por sua causa. Ela sabia que seu governo era conhecido por ser o pior perseguidor aos cristãos.

Como seria muito perigoso levar uma Bíblia, ela decidiu memorizar todo o livro de Romanos para ajudá-la a permanecer firme em sua fé e compartilhar o evangelho com sua família.

Não recebemos mais notícias da irmã Lee desde que ela voltou para a Coreia do Norte, mas as tentativas de encontrá-la e de lhe entregar uma Bíblia continuam. Ela saiu de seu país para encontrar comida, mas também encontrou Jesus.

O país mais opressor aos cristãos
Na Coreia do Norte é ilegal ser cristão. Quando descobertos, os cristãos são, geralmente, enviados para campos de trabalho forçado ou são mortos. O governo não hesita em torturar e matar qualquer um que possua uma Bíblia, quer esteja envolvido no ministério cristão, organize reuniões ilegais, quer tenha contato com outros cristãos (na China, por exemplo). As condições neste país, para os cristãos, ainda são as piores do mundo.

*Nome verdadeiro alterado por motivos de segurança.

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||