No Sudão, cristãos são atacados durante a noite

“Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

21 de setembro de 2015.

 

Segundo notícias do New York Times, a vida tem sido difícil para os moradores da região dos Montes Nuba, no Sudão. O jornalista Nicholas Krystof, divulgou relatórios através de um vídeo, mostrando as cenas mais tristes já vistas nos últimos tempos.

O relatório da Anistia Internacional descreve como o governo tem lançado bombas sem segmentação precisa, e não distinguindo se os alvos são militares ou civis. O Sudão também tem sido acusado (por organizações como Nuba Reports) de implantação de mísseis de longo alcance, bombas incendiárias e bombas de fragmentação para queimar edifícios e plantações.

"Tudo indica que esses ataques foram dirigidos contra a população civil, mas se não foram, de qualquer forma levou muitos civis à morte. Se estas pessoas não participaram diretamente das hostilidades, isso é um crime de guerra", diz o relatório da Anistia. Nas duas semanas anteriores à visita da Portas Abertas na região, bombardeios mataram 41 pessoas e muitas ficaram feridas. Um hospital foi destruído, bem como quatro igrejas e uma escola.

Antes desses ataques, oito igrejas haviam sido destruídas, mas não houve mortes, isso porque os cristãos já tinham abandonado o local e estavam se reunindo debaixo de árvores, devido aos bombardeios constantes. Um homem conhecido como Demas, disse à equipe da Portas Abertas: "Na minha área, a situação é muito ruim, mal podemos dormir, porque eles estão atacando de noite também, então corremos para as cavernas".

Fonte: Portas Abertas.

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||