Na China, o cristianismo é visto como “valor ocidental”

Então vos hão de entregar para serdes atormentados, e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as nações por causa do meu nome.” Mateus 24:9

24 de janeiro de 2017.

O clima ideológico na China está restringindo cada vez mais a liberdade religiosa no país

O presidente da China, Xi Jinping, pediu às universidades do país para que sejam fiéis à ideologia comunista do governo. A adesão à liderança do Partido é vista como um fator-chave no desenvolvimento do ensino superior na nação.

De acordo com um dos colaboradores da Portas Abertas, o pedido de lealdade ao setor de educação não é surpreendente e nem único. “Uma vez que o objetivo geral do Partido Comunista é permanecer no poder, um dos focos é naturalmente a questão de como alcançar os jovens e protegê-los da expansão dos ‘valores ocidentais’ nas universidades”, comentou.

O trabalho ideológico e político nas escolas e universidades, portanto, recebe muita atenção, e outros estudos, ideias e atividades diversas, incluindo o cristianismo, são totalmente rejeitadas e criticadas pelo governo. O clima ideológico na China está restringindo cada vez mais a liberdade religiosa no país. Ore por essa nação.

Fonte: Portas Abertas

voltar para Perseguições

fwR fsN tsY show center|left tsN fwR|show fwR center|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|b01 c05 bsd|login news fwR uppercase b01 bsd|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase|content-inner||